Translate

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O Inimigo Desejado



O Inimigo Desejado

“Se vocês ouvirem atentamente o que ele disser e fizerem tudo o que lhes ordeno, serei inimigo dos seus inimigos, e adversário dos seus adversários” - Êxodo 23:22

Ter inimigos não é exatamente o sonho de consumo da maioria das pessoas, digamos, “normais”. Inimigo é uma coisa que as pessoas desejam tanto quanto uma pedra no rim, com a agravante de que muitas vezes é mais fácil se ver livre da pedra.

O sonho de não ter inimigos é completamente utópico. Todo ser humano já nasce com o pior dos inimigos segurando no seu calcanhar: a herança do pecado. Se não fizer nada, não procurar problemas, não quiser arriscar nenhum passo mais ousado, se permanecer fechado numa redoma, mesmo assim estará enrascado como todos os demais. Mesmo evitando todos os inimigos externos, ainda assim estará com sérios problemas, não conseguirá evitar o inimigo interno, aquela tendência que todo homem tem para o que é mau, a falta de realização, o vazio interior, a insatisfação consigo mesmo.

Quando tomamos como exemplo pessoas ricas, bem sucedidas e famosas, que teriam, aparentemente, motivos de sobra para esbanjar felicidade e as encontramos totalmente desiludidas, entregues a vícios e paixões, percebemos o quanto isso é verdade.


A única forma de derrotar nossos adversários é permitir que um adversário mais poderoso se oponha a eles, é permitir que Deus os derrote.

Quando obedecemos a Palavra do Senhor Ele assume a figura de um inimigo, não para lutar contra nós, mas para abater os nossos inimigos: “...então serei inimigo dos teus inimigos e adversário dos teus adversários”.

Quem luta sozinho é presa fácil do inimigo, pois os seus inimigos são antigos, experientes e valentes. É preciso reconhecer a sua incapacidade e deixar que alguém mais poderoso lute em seu lugar:

“Quando o valente, bem armado, guarda a sua própria casa, ficam em segurança todos os seus bens. Sobrevindo, porém, um mais valente do que ele, vence-o, tira-lhe a armadura em que confiava e lhe divide os despojos” – Lucas 11:21-22.

O diabo mantém em prisão, e em aparente segurança, aqueles que ele domina, mas somente até a chegada de Jesus. Ele tem

autoridade e poder para destruí-lo e resgatar o homem da miséria do pecado e das trevas para a sua maravilhosa luz.

“Se quando éramos inimigos de Deus fomos reconciliados com ele mediante a morte de seu Filho, quanto mais agora, tendo sido reconciliados, seremos salvos por sua vida!"– Rom. 5:10.
Postar um comentário

Confira Também:

SER BATISTA

O Que é Ser Batista?  INTRODUÇÃO : Um seminarista disse-me, não faz muito tempo, que é Batista por circunstâncias: ele converteu-se nu...