Translate

domingo, 13 de outubro de 2013

PERSEGUIÇÃO CONTRA CRISTÃOS


CONHEÇA OS 10 PAÍSES MAIS PERIGOSOS PARA SER CRISTÃO

PERSEGUIÇÃO CONTRA CRISTÃOS

Isso não é algo que aconteceu nos livros de História, envolvendo leões no Coliseu. Isso ainda acontece todos os dias
É comum se pensar que o Cristianismo moderno é algo permeado de facilidades, tornando alvo de muitas críticas por crenças contrárias (talvez de forma acertada, em alguns casos). Utilizar de boa retórica para criticar os erros dessa crença pode ser algo saudável em um debate, mas até que ponto devemos ignorar as diversas perseguições ocorridas no mundo? No Brasil, por exemplo, se implode o cristianismo através de pilantras travestidos de líderes religiosos, por ser um caminho de fácil manipulação de massas mas: e nos locais, onde o que resta é apenas a crença simples e profunda no Salvador?
O cristianismo pode ter se tornado uma das religiões predominantes do mundo, mas há ainda muitos lugares onde cristãos são perseguidos, espoliados, torturados e até mortos por sua fé. Muitas vezes isso ocorre como parte da política governamental ou religiosa. Meios de comunicação ocidental freqüentemente distorcem e miniminizam as informações sobre estes incidentes, temendo ofender sensibilidades culturais. Como resultado, grande parte dessas notícias só podem ser obtidas na integra em publicações seculares de direitos humanos e grupos de vigilância religiosa.
Abaixo, uma lista dos 10 países mais perigosos para os cristãos, como classificados pelo Open Doors Watch List Mundial.

10. Laos

População: 6,4 milhões; 200.000 cristãos
Religião predominante: Budismo
Tipo de governo: Comunista
A atitude do governo local para com os cristãos é abertamente hostil. Autoridades do Laos, juntamente com muitos da alta sociedade, veem como uma grande ameaça ao regime comunista, principalmente os chamados protestantes como uma ameaça americana. Igrejas cristãs não podem operar livremente, e os cristãos são limitados à sua família e os papéis da comunidade. Muitos são incapazes de suportar a pressão física e emocional extrema, e acabam por abandonar sua fé.
Caso em questão: em 2010, 29 cristãos foram mortos, e pelo menos 20 foram detidos e presos sem julgamento, enquanto várias igrejas foram destruídas. Em janeiro daquele mesmo ano, 11 famílias cristãs em Saravan, província do país, foram expulsas de suas aldeias, lançados para a floresta, depois de se recusar a negar sua fé.

9. Uzbekistão

População: 27,5 milhões; 208.600 cristãos
Religião predominante: Islâmica
Tipo de governo: Republicano
A pressão sobre os cristãos locais aumentou no ano passado. O número de ataques em igrejas se intensificaram , e multas por atividades religiosas ilegais agora ultrapassam em 100 vezes o salário mínimo mensal. Condenações de curto prazo (3-15 dias) são frequentemente aplicadas como punição para atividades religiosas cristãs, e com 27 anos, o missionário batista Tohar Haydarov foi condenado a dez anos de prisão por acusações forjadas (provável) de drogas. O recurso está sendo preparado para sua libertação.
Muitas igrejas perderam seu registo e alguns de seus edifícios em 2010 também. Novos convertidos também sofrem perda de emprego,espancamentos, rejeição social e muitas vezes a expulsão da casa da família.

8. Iraque

População: 30,7 milhões; 334.000 cristãos
religião predominante: Islâmica
Tipo de governo: democracia parlamentarista
Não se deixe enganar com todos os soldados norte-americanos no local: a violência contra cristãos no Iraque está em ascensão, com grande número de mortos e feridos. Dos assassinatos, destaca-se os cristãos em Mosul, perseguidos durante as eleição de março de 2010, levando muitos cristãos a fugir de suas aldeias e se estabelecer nas planícies de Nínive. Temores de um “gueto cristão ‘em Bagdá nasceram naquele dia. Papa Bento XVI ainda fez um apelo para a segurança dos cristãos iraquianos durante este tempo.
Ataques a igrejas e instituições cristãs também aumentaram na segunda metade de 2010, e pelo menos 58 cristãos foram mortos em um ataque a bomba em uma igreja de Bagdá durante uma missa vespertina, em outubro do mesmo ano.

7. Iemen

População: 23,6 milhões; pouquíssimos cristãos
religião predominante: Islâmica;
Tipo de governo: República
A religião oficial do Iêmen é o Islã, e a sharia, a lei ismâmica, é fonte de todas as questões jurídicas. Os estrangeiros têm liberdade religiosa limitada, e a evangelização de qualquer espécie é estritamente proibida. Caso em questão: vários trabalhadores estrangeiros foram deportados, em 2010, por esplanar sobre com curiosidades do cristianismo quando muçulmanos indagaram a respeito.
Além disso, os iemenitas não têm permissão para deixar o islã, e aqueles que se convertem ao cristianismo enfrentam perseguição de familiares, autoridades e grupos extremistas. Pior, recentemente movimentos terroristas e separatistas fazem do Iêmen um lugar muito instável. Um membro da Christian Aid, Johannes Hentschel, sua esposa Sabine e seus filhos Lydia, Anna e Simon, juntamente com o engenheiro britânico casado Anthony Saunders estavam entre os nove estrangeiros sequestrados no Iêmen, na província norte-ocidental de Saada.
No ano passado, Anna e Lydia (3 e 5 anos, respectivamente) foram resgatadas pelas forças de segurança da vizinha Arábia Saudita. Mas os sauditas também encontraram os corpos de três cristãos seqüestrados, as estudantes alemãs da Bíblia: Rita Stumpp, Anita Gruenwald, e professor sul-coreano, Eom Young Sun. Forças alemãs e britânicos, desde então, interrromperam suas buscas atrás de outros reféns.

6. Maldivas

População: 311.000; pouquíssimos cristãos
Religião predominante: Islamismo
Tipo de governo: República
Todo cidadão nascido nessa ilha é tido por muçulmano, e a Sharia é a única lei conhecida, assim como não existe outra religião reconhecida fora do Islam. Igrejas são estritamente vetadas, e a divulgação mínima da literatura cristã no país totalmente proibida.
Em 2010, após descobrirem bíblias em poder de turistas, o governo regulamentou uma série de regulamentações proibitivas contra práticas religiosas alheias às praticadas na região. Os poucos crentes locais foram isolados dos outros cidadãos, e são monitorados por forças federais, autoridades religiosas e até, pessoal local.

5. Somalia

População: 9,1 milhões, pouquíssimos cristãos.
religião predominante: Islâmica
Tipo de governo: gentilmente descrito com “em transição”
Somalia é um “país” sem um governo centralizado desde 1991, e não é um lugar perigoso apenas para cristãos, embora para esses, tenha-se que seja duplamente perigoso.
Foi registrado que 50 cristãos foram assassinados em 2009, por islamitas insurgentes da Al-Shabaab (matando mais 8 em 2010). Imagina-se que esses numeros sejam menos de um quarto da realidade, já que esses crentes são mantidos isolados em campos. Os poucos remanscentes dessa fé cristã praticam sua fé secretamente, já que existe como prática a execução dos mesmos diante de seus filhos, como o que aconteceu com Osman Abdullah Fataho, recém convertido ao cristianismo.
Al-Shabaab tem tomado controle do sul da Somália, e tem aplicado o flagelo cristão como propaganda positiva em sua tentativa de controle governamental. De qualquer forma, indicativos recentes indicam que esse grupo vem perdendo apoio popular.

4. Arabia Saudita

População: 25,7 milhões, 565,400 cristãos
Religião predominante: Islâmica
Tipo de Governo: Monarquia
Embora os numeros mostrem algo – aparentemente - positivo, não existe liberdade religiosa no reino árabe. Demonstrações públicas não-islâmicas são terminantemente proibidas, e apologias ao Cristianismo – tidas como apostasia – são puníveis com a morte. Muitos cristãos estrangeiros são monitorados em seus trabalhos, tendo permissão vigiada para cultuar seu Deus, mas de forma restrita, e não com pouca dificuldade.
Um exemplo recente, Outubro de 2010, foi quando 20 filipinos cristãos e um padre foram presos quando faziam um culto doméstico. Foram formalmente acusados de “blasfemar contra o Islam” e cordialmente banidos do país (deportações silenciosas é a mais nova tática da política religiosa - evitando assim, os alardes da mídia mundial, quando ocorrem as prisões e condenações marciais).
O fato é que cristãos sauditas temem por suas familias, e por isso, evitam expor sua crença abertamente, já que relatos informam sobre a existência de agressões físicas aplicadas por conta da fé cristã, em 2010.

3. Afeganistão

População: 28,1 milhões; pouquíssimos cristãos.
Religião predominante: Islamismo
Tipo de governo: República islâmica
Ser abertamente cristão no Afeganistão é viver sobre pressão com família, sociedade e agentes governamentais. É comum que os crentes locais tenham suas carreiras podadas, e nunca deixem que encontros religiosos sejam conhecidos publicamente. Recentemente, o vice-secretário do Parlamento sugeriu a execução de cristãos convertidos, depois de ver o batismo de cristãos afegãos em uma televisão afegã (correção: A única emissora afegã).
O resultado de tal declaração foi a que muitos cristãos passaram a se esconder e, em agosto de 2010, o Talibã matou a tiros dez membros de uma equipe médica cristã que fornecia tratamento ocular e outros profissionais de saúde em vilas remotas do norte do Afeganistão.

2. Irã

População: 74,2 milhões; 450,000 cristãos
Religião predominante: Islamismo
Tipo de Governo: República islâmica
Houve um aumento acentuado de cristãos presos no Irã em 2010. Embora alguns tenham sido liberados mais tarde, a pressão sobre a igreja cristã continua muito elevada. Muitos dos quase meio milhão de convertidos são de origem muçulmana, e vivem com medo de represálias por parte do governo.
O regime ainda mostra sinais de perigo, já que perdeu uma grande dose de credibilidade após a convulsão social das eleições de 2009, e manifestações posteriores. Em um esforço transparente para desviar a atenção de contínuos protestos, o governo iraniano simplesmente agrediu a parcela cristã, com aberta animosidade.

1. Coreia do Norte

População: 20 milhões; 400.000 cristãos
Religião predominante: Ateísmo
Tipo de regime: Dinastia comunista ditatorial
Ironicamente, o país mais perigoso para um cristão é onde não se acredita na existência de Deus. Usa-se uma “energia” gigantesca, por parte do governo, em reprimir a crença em algo que, supostamente, não existe.
Não há conhecimento equivalente à perseguição norte-coreana infringida aos cristãos, considerado pelo governo local como um dos piores crimes possíveis. O dogma comunista norte-coreano considera a máxima citada por Marx “A religião é o ópio do povo”, a não ser, é claro, que a religião seja culto à personalidade do “Grande Líder” Kim Il Sungou, e seu filho, “Querido Líder” Kim Jong Il.
Crentes norte-coreanos, por razões óbvias, escondem sua fé o tempo todo, e não repassam sua crença a seus filhos até que tenham idade suficiente para compreender os perigos( e ter certeza que eles não tornem um deles). Para ser executado ou deportado para um Gulag (campo de trabalhos forçados), basta apenas ser possuidor de uma bíblia.
Em 2010, centenas de cristãos foram presos: alguns foram executados em praça pública, outros sentenciados aos Gulags. Ironicamente, e apesar dos riscos, a crença cristã cresce: é estimado que 400.000 crentes cultuem Cristo, ocultamente, nas ruínas subterrâneas de prédios abandonados.

Cair no Espírito


Cair no Espírito

"Cair no Espírito", “Renovo” ou “Visitação” são os termos mais comuns usados para referir-se ao desfalecimento experimentado por uma pessoa ao ser ungida com óleo ou ao receber uma oração, com ou sem imposição de mãos.


É um assunto polêmico, sem dúvida, com gente contra e a favor, com explicações e interpretações variadas, de acordo com a formação teológica de cada um. Alguns chegam até a dizer que isso é coisa do diabo, mas devemos sempre ter um certo cuidado ao julgar qualquer assunto, inclusive este, pois, encontramos na Bíblia muitos registros em que pessoas desfaleceram diante da presença de Deus:

- O povo inteiro caiu “sobre suas faces”, diante da glória de Deus – Lv 9.24.
- Manoá e sua mulher, ao ver um anjo, “caíram em terra sobre seus rostos” – Jz 13:20.
- O povo inteiro caiu, novamente – I Rs 18.39.
- Daniel caiu sobre o seu rosto num profundo sono – Dn 10.9.
- Os discípulos, na transfiguração, caíram sobre os seus rostos – Mt 17.6.
- Os soldados que foram prender Jesus caíram por terra – Jo 18.4-6.
- Os guardas que crucificaram Jesus ficaram “como mortos” – Mt 28.4.
- Saulo caiu em terra, tremendo e atônito – Atos 9.4-6.
- O apóstolo João caiu como morto ao ver o Cristo Glorificado – Ap 1.17.

ESSE FENÔMENO, HOJE, NÃO PODERIA SER APENAS FRUTO DE UMA FORÇA PESSOAL, COMO A HIPNOSE?
Sim, se consideramos, biblicamente, que a presença, a glória e o poder de Deus podem produzir esta reação em algumas pessoas, temos que considerar, também, que homens mal intencionados (e o próprio diabo) tentarão reproduzi-la por outros meios, ou, até mesmo, falsificá-la. Mas, não é tão difícil distinguir o falso do verdadeiro: O que é de Deus glorifica somente o nome de Jesus.

NÃO PODERIA SER UMA POSSESSÃO DEMONÍACA?
O fenômeno do “cair no Espírito” é bem diferente do fenômeno de possessão demoníaca. Com um pouco de discernimento fica fácil distingui-los.

O QUE A PESSOA SENTE, QUANDO "CAI"?
Isso varia de pessoa para pessoa. Alguns ficam surpresos (e até com vergonha), pois não esperavam por isso. Outros, após o desfalecimento, ficam simplesmente deitados por um tempo relativamente pequeno, até se recuperarem, e logo se levantam, sem experimentar algum sentimento mais forte ou especial. Há os que têm reações diversas, como riso e choro, ou ficam em silêncio profundo, como que desmaiadas, ou têm uma "sensação de uma enorme leveza e alegria". Uns poucos manifestam os chamados dons espirituais carismáticos, como a diversidade de línguas, visões etc.

O QUE MUDA NA VIDA PESSOA?
Isso depende da pessoa. Alguns se levantaram para ser bênção, como o apóstolo Paulo, mas, para outros, nada muda, como os soldados que foram prender Jesus.

É CERTO ALGUÉM DESEJAR TER ESTA EXPERIÊNCIA?
Mais uma vez, se consideramos, biblicamente, que a presença de Deus pode produzir tal fenômeno em algumas pessoas, não vejo nenhum problema em desejá-lo.

O TEMPO DE DEUS


O TEMPO DE DEUS

Da Criação do Homem Segundo a Bíblia até Jesus Cristo

Nos primeiros capítulos da Bíblia, têm-se umas descrições da criação:
“No princípio, criou Deus os céus e a terra”.

...Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança...

...Houve tarde e manhã, o sexto dia.

Teria realmente Deus levado seis dias para fazer todas essas coisas? Certamente que não. O que se vê (lê) na Bíblia é um breve relato da criação. Um dia pode ter sido uma eternidade. Dois, três, quatro, outras tantas. Se considerarmos como a criação de Adão o ano 1 e, observarmos o tempo vivido por cada um de seus descendentes, segundo a cronologia apresentada no Antigo Testamento, chegaríamos por fim ao ano de 4.142 antes de Cristo. Embora saibamos que os registros antigos estavam mais interessados na simetria do que na exatidão dos fatos, devemos considerar também que cada povo tinha o seu sistema de contagem dos anos.

Para melhor entendimento, coloco o quadro abaixo, onde cada acontecimento narrado na Bíblia se deu, e o correspondente ano em relação à Era Cristã.

A cronologia que a maior parte da humanidade usa não começa com o ano 0, mas com o ano 1.
Dada a importância de Jesus Cristo, convencionou-se dividir a História em duas partes: antes de Cristo (a.C.) e depois de Cristo (d.C.). Este cálculo foi feito pelo monge Dionísio Exíguo, o pequeno, no ano de 533 d.C. Até então, o tempo era contado, entre outras fórmulas, a partir da fundação de Roma. Dionísio propôs uma nova cronologia a partir do nascimento de Jesus Cristo e como ainda não havia o zero, o ano de nascimento de Cristo ficou sendo o ano 1. Conforme cálculos mais científicos, Jesus Cristo teria nascido quatro ou seis anos antes do ano 1 determinado por Dionísio.

ano a.C. Ano Acontecimento Livro Cap. Vers.
4142 1 Criação de Adão Gênesis 1 27
4012 130 Nascimento de Sete Gênesis 5 3
3907 235 Nascimento de Enos Gênesis 5 6
3817 325 Nascimento de Cainã Gênesis 5 9
3747 395 Nascimento de Maalaleel Gênesis 5 12
3682 460 Nascimento de Jerede Gênesis 5 15
3520 622 Nascimento de Enoque Gênesis 5 18
3455 687 Nascimento de Matusalém Gênesis 5 21
3268 874 Nascimento de Lameque Gênesis 5 25
3212 930 Morte de Adão Gênesis 5 5
3155 987 Morte de Enoque Gênesis 5 23
3100 1042 Morte de Sete Gênesis 5 8
3086 1056 Nascimento de Noé Gênesis 5 28
3002 1140 Morte de Enos Gênesis 5 11
2907 1235 Morte de Cainã Gênesis 5 14
2852 1290 Morte de Maalaleel Gênesis 5 17
2720 1422 Morte de Jerede Gênesis 5 20
2586 1556 Nascimento de Sem, Cam e Jafé Gênesis 5 32
2491 1651 Morte de Lameque Gênesis 5 31
2486 1656 Morte de Matusalém Gênesis 5 27
2486 1656 Dilúvio Gênesis 7 11
2484 1658 Nascimento de Arfaxade Gênesis 11 10
2449 1693 Nascimento de Salá Gênesis 11 12
2419 1723 Nascimento de Héber Gênesis 11 14
2385 1757 Nascimento de Pelegue Gênesis 11 16
2355 1787 Nascimento de Reú Gênesis 11 18
2323 1819 Nascimento de Serugue Gênesis 11 20
2293 1849 Nascimento de Naor Gênesis 11 22
2264 1878 Nascimento de Terá Gênesis 11 24
2194 1948 Nascimento de Abraão Gênesis 11 26
2146 1996 Morte de Pelegue Gênesis 11 19
2145 1997 Morte de Naor Gênesis 11 25
2136 2006 Morte de Noé Gênesis 9 29
2119 2023 Chegada de Abraão em Canaã Gênesis 12 4
2116 2026 Morte de Reú Gênesis 11 21
2108 2034 Nascimento de Ismael Gênesis 16 16
2095 2047 Destruição de Sodoma e Gomorra Gênesis 19 24
2094 2048 Nascimento de Isaque Gênesis 21 5
2093 2049 Morte de Serugue Gênesis 11 23
2059 2083 Morte de Terá Gênesis 11 32
2046 2096 Morte de Arfaxade Gênesis 11 13
2034 2108 Nascimento de Esáu/Jacó Gênesis 25 26
2019 2123 Morte de Abraão Gênesis 25 7
2016 2126 Morte de Salá Gênesis 11 15
1984 2158 Morte de Sem Gênesis 11 11
1971 2171 Morte de Ismael Gênesis 25 17
1955 2187 Morte de Heber Gênesis 11 17
1943 2199 Nascimento de José Gênesis 30 24
1914 2228 Morte de Isaque Gênesis 35 28
1904 2238 Chegada de Jacó no Egito Gênesis 47 9
1887 2255 Morte de Jacó Gênesis 47 28
1833 2309 Morte de José Gênesis 50 26
1554 2588 Nascimento de Moisés Êxodo 2 2
1474 2668 Saída do povo hebreu do Egito Êxodo 12 40
1474 a 1434 2668 a 2708 Travessia do deserto Deuter. 1 3
1434 2708 Morte de Moisés Deuter. 34 7
1434 a 1078 2708 a 3064 Período dos Juízes Atos 13 20
1078 a 1038 3064 a 3104 Reinado de Saul Atos 13 21
1038 a 998 3104 a 3144 Reinado de Davi I Reis 2 11
998 a 958 3144 a 3184 Reinado de Salomão I Reis 11 42
994 3148 Salomão edifica o templo I Reis 6 1
REINO DE JUDÁ
958 a 941 3184 a 3201 Roboão I Reis 14 21
941 a 938 3201 a 3204 Abias I Reis 15 2
938 a 897 3204 a 3245 Asa I Reis 15 10
897 a 872 3245 a 3270 Josafá I Reis 22 42
872 a 864 3270 a 3278 Jeorão II Reis 8 17
864 a 863 3278 a 3279 Acazias II Reis 8 26
863 a 823 3279 a 3319 Joás II Reis 12 1
823 a 794 3319 a 3348 Amazias II Reis 14 2
794 a 742 3348 a 3400 Azarias II Reis 15 2
742 a 726 3400 a 3416 Jotão II Reis 15 33
726 a 710 3416 a 3432 Acaz II Reis 16 2
710 a 681 3432 a 3461 Ezequias II Reis 18 2
681 a 626 3461 a 3516 Manassés II Reis 21 1
626 a 624 3516 a 3518 Amon II Reis 21 19
624 a 593 3518 a 3549 Josias II Reis 22 1
593 a 582 3549 a 3560 Joaquim II Reis 23 36
582 a 539 3560 a 3603 Domínio caldeu II Crônicas 36 21
539 a 332 3603 a 3810 Domínio persa Esdras 1 1
332 a 63 3810 a 4079 Domínio macedônio I Macabeus 1 1
63 a... 4079 a... Domínio romano
37 a 4 4105 a 4138 Reinado de Herodes - rei da Judéia Mateus 2 1
6 a 4 4136 a 4138 Nascimento de Cristo Lucas 1 26
4142 Começo da Era Cristã

A Língua - Benção ou Maldição?



A Língua - Benção ou Maldição?
Pv. 18:21; Pv. 21:23; Tg. 1:26 e 1 Pd. 3:10

 Estando constantemente em contato com o rebanho do Senhor Jesus e temos observado no dia a dia a falta de bênçãos prometidas na Palavra de Deus para os escolhidos.

São muitos os que ouvem a verdade e muito mais os que não praticam os mandamentos bíblicos para uma vida plena de felicidade e de alegria. Mas onde está o problema? Porque as bênçãos prometidas na Bíblia passam longe de nós?

A resposta está bem a nossa vista. Aliás, no livro de Deuteronômio 30:14 diz que a resposta está bem próxima de nós – está na boca e no coração. Ao passar a liderança para seu sucessor Josué, Moisés coloca duas opções ao povo, fazendo uma declaração profética que ainda é válida em nossos dias.

A primeira opção era para o povo servir a Deus de coração reto e como recompensa teriam prosperidade e permaneceriam na terra a ser conquistada. A segunda, se não obedecessem aos mandamentos divinos seriam espalhados por sobre a face da terra vivendo como escravos. O segredo revelado por Moisés para isso estava na boca e no coração daquele povo. Ainda hoje o sistema é o mesmo, pois o nosso Deus não muda e a sua Palavra permanece para sempre.

Você escolhe a benção ou a maldição sobre sua vida e sua família. Não é Deus como muitos pensam!

Mateus 12:34 diz que a boca fala do que o coração está cheio. No coração está tudo que sentimos e o que vamos decidir falar e tudo é selado através da boca. Tanto Moisés no Velho Testamento como Jesus Cristo no Novo testamento, declaram que a diferença da destruição e morte; da prosperidade e vida está em nós, na nossa boca.

O filho de Deus pode trazer milagres e bênçãos para sua vida de acordo com o que fala. Cada um pode liberar a presença do Altíssimo para curar, libertar, salvar, transformar, prosperar ou também a presença do espírito de derrota, tristeza, miséria, enfermidade e muito mais, somente usando sua língua. Leia com atenção o que diz Provérbios 18:21: “Nossa palavras têm poder para construir ou destruir nossa vida...” (Bíblia Viva). Nesse mesmo versículo existe uma promessa maravilhosa para quem usa suas palavras para o bem. Receberá benefícios em troca das boas palavras. Que benefícios são esses? Conforme o dicionário quando uma pessoa é beneficiada recebe favores, graça, vantagem, ganho, proveito. Podemos afirmar que aqueles que usam suas palavras para construir serão beneficiados pelo Senhor. Haverá algum tipo de recompensa!


Por incrível que possa parecer, todas as conseqüências que você está vivendo e ainda viverá é resultado daquilo que você falou ou vai falar. É a lei da semeadura e da colheita. Tudo que o homem semear isso também ceifará. Deus não vai mudar seus princípios divinos.

Muitos pais cristãos não entendem porque seus filhos abandonam a igreja quando podem escolher seus caminhos. Nasceram na Igreja, participaram de vários ministérios e foram benção até que um dia, repentinamente, abandonam a Casa do Senhor. Aí bate o desespero, a angústia e a decepção com Deus. Mas, existe um motivo para essa tomada de decisão. Eles foram envenenados! Não pelo Diabo, mas pelos pais. Aqueles comentários feitos no jantar, após os cultos, quando o pastor era criticado, o louvor frio, a igreja sem unção, a recepção morta, etc...foram envenenando seus filhos aos poucos. O diabo não tem nada a ver com isso, mas os próprios pais. Foram dando doses homeopáticas a cada domingo e chegou o dia que o copo derramou. O culpado não é Deus de maneira alguma, pois quem não segue seus mandamentos recebe a condenação escrita em Sua Palavra.

Leia com atenção o que diz Provérbios 21:23: “Você quer ficar sempre livre de problemas e sofrimento? Fale o mínimo possível e tome sempre cuidado com suas palavras”. (Bíblia Viva).

Quem guarda sua boca de palavras que não edificam terá menos angustia e sofrimento. Porque vemos tanto sofrimento no meio do povo de Deus? Porque Deus não tolera de forma alguma filhos desobedientes e rebeldes. Conforme a parábola de Jesus sobre o Servo Vigilante em Lucas 12:35-48, a quem mais é dado mais será cobrado. Quando mais recebemos avisos da parte de Deus e mais entendemos sua Palavra, mais vamos ser cobrados. Deus é um Pai justo!

Lembre-se que Moisés não entrou na Terra de Canaã porque falou o que não devia. (Números 20). Lembre-se que o filho de Noé foi amaldiçoado pelo próprio pai por falar o que não devia. (Gênesis 9:20-27). Existe verdade que não pode ser falada. Tudo aquilo que não edifica e não glorifica ao Senhor é motivo de vergonha no Reino de Deus.

Temos muitos crentes fiéis que desejam servir ao Senhor de todo coração, mas costumam errar quando falam o que não edifica. Criticar seus irmãos entristece o Espírito Santo de Deus.

Tiago 1:26 diz : “Se alguém diz que é cristão e não controla a sua língua ferina, está apenas enganando-se a si mesmo e a sua religião não vale muita coisa”. (Bíblia Viva). Que religião é essa que você professa? A língua ferina destrói aquilo que você edifica com tanto custo e ainda faz de você um escravo.

Por fim vamos ler 1 Pedro 3:10: “Se vocês quiserem uma vida feliz e boa, mantenham domínio sobre a língua e guardem os lábios de dizerem mentiras”. Biblicamente a felicidade passa pela língua. Ser feliz e ter uma vida boa, cheia de benção e promessas divinas depende unicamente de cada um de nós. Quem sabe não está na ora de você fechar sua boca? Controlar sua língua? Começar a lançar semente de bênçãos e colher frutos maravilhosos? Quem decide é você!!

“Tomo hoje os céus e a terra por testemunhas contra vocês, que hoje eu dei a vocês a oportunidade de escolherem a vida ou a morte, a benção ou a maldição. Oh! Escolham a vida! Sim, para que vocês e os seus descendentes possam viver. Tomem a decisão de amar o Senhor nosso Deus e de obedecer a Ele – de ficar junto a Ele! Pois só no Senhor vocês poderão ter vida, e vida longa. Então vocês terão condições de viver em segurança, na terra que o Senhor prometeu aos seus antigos pais.” Deuteronômio 30:19-20. .......................................................................... ...................................................................................... .................................................................................... ....................................................................................
Get your own Chat Box! Go Large!

Ferro Afiando Ferro


Ferro Afiando Ferro

Como o ferro o ferro se afia, assim o homem ao seu amigo. Provérbios 27.17

Dizem que os grandes escultores, quando olham um granito ou mármore, não vêem a pedra em si, mas a imagem contida nela. Para fazer a escultura, simplesmente tiram tudo que não parece com a figura sendo esculpida. É isso que Deus faz conosco. Está esculpindo a imagem de Cristo em nós. O Espírito Santo segura o martelo, que é a Palavra dEle. Ele usa pessoas e circunstâncias como suas talhadeiras. Tira todas as “lascas” do pecado para que sejamos cada vez mais parecidos com Cristo. Paulo se refere a esse processo quando diz, Meus filhos, por quem de novo sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós (Gal 4.19).

Da mesma forma, Deus quer nos usar para “afiar” a vida dos nossos companheiros. Exige humildade, disposição e integridade para cooperar com Deus neste processo glorioso de ser um agente de transformação nas mãos de Deus.



Uma boa pergunta: Você está sendo usado por Deus para provocar melhoras na vida dos seus amigos, ou eles estão tirando o fio da sua vida?

Confira Também:

GRATIDÃO

“Até aqui nos ajudou o SENHOR.” 1 Samuel 7:12b O agradecimento é o minimo que todo homem pode fazer pois a Gratidão é o reconhecimento p...