Translate

domingo, 2 de agosto de 2015

O MISSIONÁRIO E SUA RENDA



Entre em contato em: reinaremvida@gmail.com enviando seu material publicitário



.................................................................................................................








.................................................................................................


  COMO SUSTENTAR UM MISSIONÁRIO

Sem dinheiro no bolso

"E orai em todo o tempo com toda oração e súplica no Espírito. Vigiai nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos. Orai também por mim, para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para com intrepidez fazer conhecido o mistério do evangelho," (Efésios 6:18-19)


Paulo neste ponto de sua vida e ministério, como missionário, exorta a Igreja de Éfeso sobre a necessidade de se revestir completamente com a armadura de Deus, na batalha contra o mal. Ele nos abre a porta, nesta seção da carta, para compreendermos sobre a crença na existência do mundo dos espíritos maus, crença esta que aparece por todo o Novo Testamento.


Nossa luta na verdade, diz Paulo, não é contra a carne ou sangue, não é contra pessoas, não é contra regimes políticos ou religiosos que governam países, dificultando a penetração do evangelho em terras distantes ou tão pouco contra os partidos mais de esquerda que sonham com um país mais justo para aqueles que sofrem com o trabalho duro sem contudo gozar dos benefícios do seu suor. É claro para o apóstolo-missionário, a existência de Satanás e suas hostes, principados e potestades que agem neste mundo poderosamente contra toda a humanidade, armando ciladas e tornando os homens cegos para não contemplarem a glória de Deus, sendo privados de experimentarem realmente o fim principal de sua existência que, conforme a confissão de fé de Westminster é: "...glorificar a Deus e gozá-lo para sempre." Rm.11:36; I Cor.10:31; Sl. 73:24-26;
João 17:22-24.


Apesar de muitos hoje em dia colocarem de lado esta doutrina, porque acham que alguns cometem excessos quanto a questão da batalha espiritual, não podemos negar o fato de que esta luta contra os espíritos maus é tratada freqüentemente nas Escrituras e que mesmo em nossos dias temos muitas e infalíveis provas, até mesmo por parte dos vários estudos que se tem feito no campo da parapsicologia, que revelam a existência de forças estranhas e poderosas, de natureza negativa e que operam no mundo. Paulo mesmo em outras passagens Neotestamentárias nos revela como nosso mundo está tomado por manifestações malignas, como por exemplo quando se refere ao evangelho encoberto, dizendo: "Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, para os que se perdem está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus." 2 Cor.4:3-4.


Penso que a compreensão adequada desta revelação nos levará diretamente a percepção de que os 5.8 bilhões de seres humanos, que vivem hoje no planeta terra, estão a mercê do "Príncipe das potestades do ar, que agora opera nos filhos da desobediência" Ef. 2:1-3. Satanás como inimigo de nossas almas, tem armado ciladas ao longo dos séculos a fim de que os homens não venham a conhecer o evangelho de Cristo. Ele tem se entrincheirado entre as nações construindo fortalezas, laços, sofismas, teias e é nosso dever interceder ao "Pai das luzes em quem não há mudança nem sombra de variação", Tiago 1:17, repetindo as palavras do salmista: "Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e os confins da terra por tua possessão." Salmo 2:8.


Não é tanto exagero dizer que milhões de pessoas estão morrendo sem Jesus, neste mundo de Deus, por causa da estratégia de nosso inimigo. Pergunto a você? Por que os legisladores de nosso país tem dificultado, juntamente com a FUNAI, a penetração de missionários evangélicos nas tribos indígenas que nunca ouviram falar de Jesus? Por que milhões de Indianos estão presos nas garras do Hinduísmo, adorando a criatura em vez do criador? Por que nações inteiras em todo o mundo estão se tornando Islâmicas, fechando as portas para qualquer perspectiva de liberdade religiosa? Por que alguns países europeus considerados cristãos e que no passado mudaram o curso da história com a pregação da Palavra de Deus estão vivendo hoje na indiferença? Essa grande multidão está vagando sem contudo achar resposta para a sua necessidade de serem aceitos por Deus e de se relacionarem pessoalmente com o Criador. Estas são perguntas que nós como cristãos só podemos responder a luz da Palavra de Deus que nos mostra esta grande realidade espiritual de que "o mundo inteiro jaz no maligno". I João 5:19.


No contexto da exposição de Paulo, neste capítulo que está se encerrando com estes dois versículos de convocação dos cristãos para a intercessão, não podemos descrever a oração como parte da armadura, mas ao descrevermos o equipamento cristão para o conflito não podemos deixar de incluir uma referência a oração. Não podemos separar estes dois versos da descrição anterior mas entendê-los conjuntamente como se ele estivesse fazendo um pedido de vestirmos cada uma das peças desta armadura com oração e a esta altura, como havia pedido oração por todos os santos, não deixa de pedir aos seus leitores súplicas e orações sinceras por ele mesmo.


Paulo tinha uma profunda consciência da sua posição na frente do campo de batalha. Mesmo estando na prisão, ele sabia da sua vulnerabilidade. Creio que a sua solicitação não era motivada pelo desejo de libertação da cadeia, mas por duas razões: primeiramente, porque sabia que possuía a grande responsabilidade de levar aos homens o evangelho da salvação eterna que lhe foi confiado pelo próprio Deus e por isso necessitava de sabedoria; E em segundo lugar, porque precisava de intrepidez para anunciar com poder este mesmo evangelho conforme o desígnio de Deus. Isto da mesma forma que os discípulos faziam (Atos 4:29), oravam não pelo seu próprio sucesso, nem para ficarem livres das prisões, dos perigos ou dos sofrimentos, mas oravam para que lhes fosse dada intrepidez na proclamação do evangelho de Cristo.


Portanto, se para o apóstolo Paulo esta era uma questão vital em seu ministério, nós não podemos considerá-la menos importante. Existem muitos homens e mulheres que tem sido enviados com uma missão e que se acham carentes de cobertura espiritual. Não devemos esquecer de que esta missão pertence a todos nós como Igreja de Cristo e ao nos unirmos em oração com estas pessoas estamos garantindo vitória e unidade, na tarefa de guerrear contra as trevas e saquear o exército inimigo, libertando os que estão cativos e "trazendo nossos irmãos, dentre todas as nações, como presente à presença do Senhor assim como os filhos de Israel trazem as suas ofertas de cereais em vasos limpos à casa do Senhor" Is.66:20.


Quero então estabelecer o nosso propósito dizendo que missionários são soldados do mesmo exército que nós somos, eles estão na frente de batalha, lutam onde o conflito está se dando de modo mais acentuado. Estão muitas vezes cercados em território inimigo e sentem-se sozinhos, algumas vezes desanimados, estão batalhando diariamente e diretamente no território do inimigo e precisam do apoio de outros batalhões do seu exército para ajudá-los nos momentos mais críticos de suas atividades.




A Igreja, o Corpo de Cristo, cada crente, cada membro sem exceção é convocado a tomar parte nesta obra de intercessão por todos os missionários, nossos representantes no campo de batalha. Por isso "perseverai na oração, velando nela com ações de graça. Orai também juntamente por nós, para que Deus nos abra a porta da palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou preso. Orai para que o manifeste como devo fazer." Col.4:2-4. .................................................................................................................
................................................................................................................ .................................................................................... .................................................................................... ...................................................................................... ....................................................................................
Postar um comentário

Confira Também:

UNIÃO DAS IGREJAS

A UNIDADE CRISTÃ "...HAVERÁ UM REBANHO E UM PASTOR" (JOÃO 10:16) Fala-se muito atualmente em união de igrejas, aproximação d...